Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO
APQuímica Logtipo

Num esforço conjunto que cruza a Estratégia de (re)industrialização Europeia com os objetivos do European Green Deal  e pretende enquadrar os apoios da iniciativa NextGenerationEU, a Comissão Europeia tem vindo a trabalhar no desenho de caminhos de transição verde e digital (transition paths) para um conjunto de ecossistemas industriais considerados críticos para o futuro da Europa na fase de recuperação económica pós-COVID19. A indústria química é um dos setores chave de um desses ecossistemas – o ecossistema das indústrias intensivas em consumos energéticos, que será o ecossistema trabalhado durante o ano de 2022.

 

Esta é uma iniciativa muito relevante para o desenho de futuros investimentos industriais por parte destas indústrias intensivas em energia (incluindo a indústria química) e, principalmente, para a criação das condições regulamentares, financeiras, etc. de apoio a esses investimentos.

 

Com o objetivo de recolher os pontos de vista de parceiros industriais, autoridades públicas, parceiros sociais e organizações de I&D, a Comissão Europeia/DG GROW lançou no final de setembro uma consulta pública a um documento de trabalho – For a resilient, innovative, sustainable and digital energy-intensive industries ecosystem: Scenarios for a transition pathway – em que são apresentados cenários de transição específicos para este ecossistema e identificados os fatores-chave que permitirão suportar essa dupla transição e cumprir os objetivos de descarbonização definidos para 2050.

 

Tendo em conta a importância central deste tema para os membros do Cluster da Química, Petroquímica e Refinação, a APQuímica participou nesta consulta pública, que terminou no passado dia 22 de novembro. Integra igualmente uma task-force nacional liderada pela DGAE/ME, que irá trabalhar este tema.

 

Para mais informações contactar info@apquimica.pt.